Tapete Vermelho, Verde

19 de março de 2018 - Por Carola Giongo

Todos os anos, o tapete vermelho do Oscar mostra novidades e tendências da alta costura desfiladas por personalidades inspiradoras. Este ano, entre modelos “de cair o queixo”, chamaram a atenção os vestidos usados pela brasileira Camila Alves e pelas atrizes Emma Watson e Zoey Deutch: as mais bem-vestidas num sentido amplo deste termo.

Usando Vivienne Westwood, Ralph Lauren e Elie Saab, respectivamente, as belas optaram por cruzar o tapete vermelho com um looks sustentáveis feitos a partir de materiais de acervo dos estilistas.

Além disso, o longo assimétrico usado pela esposa de Matthew McConaughey foi feito com seda ecológicamente correta.

Foto: Getty Images 

O modelo desfilado por Zoey e eleito por revistas de moda como um dos melhores looks da noite, além de ter sido feito com fios de seda de prata, lantejoulas e contas vintage do atelier de Saab em Beirute, foi tingido naturalmente e bordado à mão a partir de uma técnica indiana tradicional de artesanato passada de geração para geração. Puro luxo!

 

Emma Watson combinou o preto da campanha Time’s Up - movimento feminino contra o assédio sexual - no vestido e em uma nova tatuagem. E colocou em prática a máxima Choose well. Buy Less. Make it Last. ao optar pelo modelo vintage de Ralph Lauren. (Lembrou Audrey Hepburn no filme Bonequinha de Luxo, não?) Os sapatos, as joias e até a maquiagem de Emma foram escolhidas com consciência socio-ambiental.  

Foto: Getty Images

Tanto Camila Alves quanto Zoey Deutch escolheram seus looks em apoio ao Red Carpet Green Dress - um movimento que trabalha em parceria com estilistas internacionais na criação de looks sustentáveis para grandes eventos, como o Oscar. 

A iniciativa também recebeu apoio de Diane Von Fursterberg, que vestiu Ângela Bassett e Mary Katrantzou, que vestiu Madelaine Petsch.

 

Foto: @maisondemode

Foto: @maisondemode

As brasileiras que quiserem brilhar em modelos vintage como os das estrelas “verdes” de Hollywood, sem obstruir o armário, podem apostar em lojas de aluguel de peças de marcas famosas, como a Dress & Go e a Same No More - uma opção que também parece estar em alta entre as estrelas daqui.

 

Gianne Albertoni veste Dress & Go (reprodução Instagram)

Outra boa opção são os brechós de luxo, como o Etiqueta Única. 

E para quem quer começar o seu próprio acervo de luxo sustentável, a dica é ser curiosa e exigente. Peças de boa qualidade, quando bem cuidadas, podem durar uma vida inteira. Conheça o seu corpo e dê preferência aos modelos clássicos que valorizam sua silhueta.

A sustentabilidade é a tendência mais forte das novas coleções.

 

A Carola Giongo é jornalista e repórter do TV Fama da RedeTV!. Sempre busca levar a vida da forma mais sustentável possível. Como jornalista faz pesquisas e cursos sobre o tema. Aqui no ON.TheList escreve sobre a sustentabilidade no dia-a dia, de uma forma leve, prática e possível, pra inspirar a gente a ser mais verde! 

 

 

 

 

 

BPK BPK BPK