Moda 2020 aposta em cadeia de produção consciente e tingimento natural

16 de setembro de 2019 - Por On.TheList

A conscientização sobre cuidar do meio ambiente mudou a forma de pensar e consumir, por isso a sustentabilidade e o reaproveitamento estão em alta.

A moda é afetada diretamente por tudo isso, já que a indústria têxtil é uma das mais poluentes. Marcas e fabricantes que vêm se adequando ao comportamento sustentável, buscando pelo menos reduzir os níveis de agressão ao meio ambiente, são as que estão ganhando espaço e destaque.

Uma das formas de buscar essas melhorias é apostar no tingimento natural. Por isso as apostas de cores para o verão 2019/2020 são as cores da natureza, obtidas através de técnica ancestral, usada pelos antigos egípcios e indígenas da América Latina. O tingimento com matéria-prima natural é um processo complicado, mas que traz resultados benéficos, já que usa menos água e não utiliza químicos nem metais pesados. No final do processo a água que sobra pode ser utilizada para adubar a terra, pois adquire substâncias orgânicas.

Nem todas as empresas têm coragem de adotar um processo visto como “ atrasado”, pois industrialmente falando é mais demorado – pode durar até 3 dias. A padronização também é mais complicada e os custos são mais altos.

Por outro lado, os corantes naturais trazem benefícios para quem utiliza a peça tingida. Por exemplo, roupas que tiveram eucalipto no processo de tingimento podem ajudar na concentração e na vitalidade.

Tá, mas e as cores? Quais são? Basicamente tudo que está na natureza pode ser usado para o tingimento natural. Folhas diversas resultam em diferentes tonalidades de verde, casca de cebola vira amarelo ou mostarda, o eucalipto resulta em tons de cinza e chumbo, hibisco tinge em tons de rosa, urucum fica laranja, casca de jabuticaba pode ser usada para tons de roxo e marrom...

Além disso é possível fazer misturas. Então a tabela de cores é absolutamente versátil. Quem apoia?

 

PKB PKB PKB